Marina Do Bairro Testo

Testo Marina Do Bairro

Despacito da record: è la canzone più ascoltata di sempre
No urso de pelúcia eu roçava na infância
Depois na adolescência já me veio a ganância
De chinela Havaiana e pepino em conserva
Passava tudo isso e nao saciava a jorbela

Do pipiu do meu priminho eu puxava a pelezinha
Desde os três aninhos eu mostrava a calcinha
Se nasci pra ser devassa, ser devassa pode crer
Põe a jeba na minha frente que eu te mostro o que é fuder

Vem o puta pobre
E sessenta real a chupeta da sandrinha, aaah

Nego crescia os "óio" quando via a periquita
Batia na minha cara e botava a xalxixa
Punha o dedo no meu cu pra ver se tinha oxiúro
Subia e toma sol, nego lotava a lage e o muro

Vem o puta pobre
E sessenta real a chupeta da sandrinha, aaah
Copia testo
  • Guarda il video di "Marina Do Bairro"
Questo sito web utilizza cookies di profilazione di terze parti per migliorare la tua navigazione. Chiudendo questo banner, scrollando la pagina acconsenti all'uso dei cookie.leggi di più