Graca Divina Testo

Testo Graca Divina

Ao seguir aquele vulto
Que percorria o labirinto
Descobri que era eu mesmo oculto
Dentro das coisas que sinto
E que só sei dizer em prosa e verso
E quando as canto, eis que pronto surge
A rosa do universo
Que desfila ao meu lado
Entre as mãos de um negro anjo alado
Que distribui lá do meio da neblina e da fumaça
A graça que vem de cima e vem de graça
Porque é a graça e é divina
Copia testo
  • Guarda il video di "Graca Divina"
Questo sito web utilizza cookies di profilazione di terze parti per migliorare la tua navigazione. Chiudendo questo banner, scrollando la pagina acconsenti all'uso dei cookie.leggi di più