Nada Testo

Testo Nada

Gli album più attesi alla fine dell'estate: da Ligabue a Vasco
Cheguei juntinho à tua porta
Nem sei como consegui
Me disseram que não estavas
E que nunca voltarias
E que tu já tinhas partido

Uma dor senti no peito
Tua casa está em silêncio
Ao fechar de novo a porta
Uma lagrima de dor
Invadiu meu coração

Nada, nada, nada restou desse amor
Só teias de aranha que tecem na dor
O roseiral também murchou e hoje caído pelo chão
Também arrasta a sua cruz

Nada, nada mais que tristeza e silêncio
Nada que me diga que vives ainda
Onde estás?
Quero dizer que hoje volto arrependido
Implorando o teu amor
Questo sito web utilizza cookie di profilazione di terze parti per inviarti pubblicità e servizi in linea con le tue preferenze e per migliorare la tua esperienza. Se vuoi saperne di più o negare il consenso a tutti o ad alcuni cookie consulta la cookie policy. Chiudendo questo banner, scrollando la pagina o cliccando qualunque elemento sottostante acconsenti all'uso dei cookie.