Andarilho Testo

Testo Andarilho

Gli album più attesi alla fine dell'estate: da Ligabue a Vasco
Faço um novo pedido
À beira da terra: a benção de Deus...
Quando não há mais perigo,
Não há vigilância, só vejo o que é meu...

Quando o plano desarma,
Me dá calafrios no fundo da alma
Quando se perde a esperança
Não posso ter medo, não sou mais criança...

Eu não espero viver simplesmente
Eu não posso morrer sem tentar
Eu me esforço nas águas correntes
E me entrego na onda do mar
E me entrego na onda do mar...
Perto da onda do mar...

Quando percebo o desastre,
Não sou mais pavio, bandeira sem haste
Quando se foge ao destino,
O reconhecido me lembra ao passado

Eu não espero viver simplesmente
Eu não posso morrer sem tentar
Eu me esforço nas águas correntes
E me entrego na onda do mar
E me entrego na onda do mar
Perto da onda
Tão certo que a onda
Perto da onda do mar...
Questo sito web utilizza cookie di profilazione di terze parti per inviarti pubblicità e servizi in linea con le tue preferenze e per migliorare la tua esperienza. Se vuoi saperne di più o negare il consenso a tutti o ad alcuni cookie consulta la cookie policy. Chiudendo questo banner, scrollando la pagina o cliccando qualunque elemento sottostante acconsenti all'uso dei cookie.